terça-feira, janeiro 31, 2012

Bordando Versos no Destino...


Juntando retalhos para a colcha de dormir...
Ou a cortina que cobrirá a noite do seu sereno...
São pedaços de todos tamanhos e formas...
Todos em algum tom de vermelho...
Porque a cor é forte, vibrante...
Mostra que estou viva, respirando e bordando...
Meu destino sem medo da agulha perfurar a pele...
Nenhuma dor seria tão forte...
Para fazer as mãos desaprenderem o caminho...
Dos pontos que trazem mudanças em sua vida...
É como uma terapia diaria...
Redescobrindo criatividade e prazer...
Eu quero redecorar minha casa...
Lotada de panos que cubram as paredes...
E tudo que se esconda nos cantos...
Para que a noite chegue e eu á viva sem medo...
Me aquecendo em meio a meus tecidos...
O unico frio que ainda sinto vem de você...
Eu fico cada dia mais quente...
Talvez nunca mais escreva tão bem como antes...
Se aquilo tinha o preço de tantas vidas...
Não era assim inspiração tão boa...
Cansei de inventar você, seus personagens e sorrisos...
Só existem em mim...
Eu escrevo coisas que imaginei...
Você nunca foi real...
Eu sempre bordei esses versos (só)...

10 comentários:

  1. Há tempos que as coisas que nos unia ficaram guardadas em algo particular tanto dentro de mim, como em meu computador, fora as fotos, aliança... Aos poucos fui esquecendo que essas coisas que ainda tinha guardado, mas ontem, sem que eu menos esperasse olhando a barra de ferramenta no meu computador uma pessoa me chama, era a falecida através do msn da irmã... Meu chão se abriu, o que estava adormecido acordou... Falamos de muitas coisas, mas ela se negava a falar do passado, e ele pra mim tem que ser dito, pois não foi ao todo finalizado...
    Por fim hoje marcamos um encontro, ela quer que conversássemos, pois acha que depois de tudo que eu fiz pra ela e que passei por ela, é o mínimo que ela pode fazer. n sei como vai se, se regredir, se dali findamos de vez, não sei... Apenas combinamos que dessa conversa não sairia a palavra voltarmos..
    Mas gostaria que nada disso tivesse acontecido, estava bem até agora, agora sinto ter voltado um pouco com minhas dores..
    bjs :)
    Ah! outra coisa que lhe tenho grande admiraçao, é vc responder os comentários das pessoa, isso é muito legal, sinal que considera...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No começo eu escrevia para ele saber como me sentia, qual sentimento pulsava em mim. Confesso que ver o retorno de vcx e saber que alguém ai fora sabe compreender todo o jogo de azar que passo é bom demais. Seria injusto ouvir a voz de vcx e não retribuir. Eu que agradeço =D

      Excluir
    2. Sei que algumas pessoas que leio, que foram abandonadas, gostaria muito de ter o que vc (chama de sorte minha) da pessoa querer falar com vc, ter ver, ter amizade, começar do zero como ela me falou... Eu ia postar a nossa conversa, mas sei que se postar vou magoar algumas pessoas que infelismente nao posso corresponder... Mas ao mesmo tempo eu queria ter o que vc esta vendo como seu azar, queria q ja que ela resolveu sumir da minha vida de vez nao me procurasse mais... Mas sei q ela nao consegue, sempre fui o maior dos alicerces dela, a unica em que ela podia repousar suas dores, lagrimas, e hj ela sente muita falta disso, e que lamenta ter jogado fora uma pessoa como eu...
      kiss :(

      Excluir
  2. OI olha isso aqui que legal, lembrei de você..

    http://playnapoesia.com.br/blog/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já to cadastrada, obrigada por isso tbm flor ;*

      Excluir
  3. Adorei Van...
    acho que o coração eh assim mesmo, uma hora te força a seguir ainda que você não queira... o caminho caminha ainda que a gente queira estacionar.
    Bem vida ao mundo real.

    =**

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é bom voltar dos sonhos... =***
      estou pronta para novos contos de fadas!

      Excluir
  4. OI eu consegui expor o que eu senti depois da minha conversa com a falecida, coloquei no meu blog se quiser olhar fique a vontade a casa é sua: http://poetisaeunice-poetisa.blogspot.com/?zx=3cff8ae1f56ec68

    ResponderExcluir
  5. Olá Madame
    Faz tempo que eu não escrevo nada, mas sempre que eu posso dou uma passadinha aqui pra ler os seus poemas... Na verdade, você me deu uma direção em onde achar inspiração pra voltar a escrever. Dá um pulo no Um Pedaço de Pergaminho e da uma lida.

    Beijão

    ResponderExcluir